A Fundação Cultural do Município de Belém (FUMBEL) é responsável pelo fomento e disseminação da arte, da cultura, do esporte e do patrimônio histórico dentro da capital paraense e, para isso, a Prefeitura Municipal de Belém dispõe de 2% do seu orçamento anual.
Além das programações culturais e incentivos a projetos, a Prefeitura Municipal possui uma grande aliada ao setor cultural e esportivo em Belém – a lei de incentivos fiscais Tó Teixeira e Guilherme Paraense. Coordenada pela FUMBEL, a Tó Teixeira e Guilherme Paraense incentiva as produções artísticos culturais da cidade e, ainda, apoia atletas e iniciativas no segmento do esporte amador.
Na área do patrimônio histórico, a FUMBEL idealiza e elabora projetos de revitalização do centro histórico da cidade, além de fiscalizar os imóveis da área.
O Museu de Arte de Belém (MABE) também é gerenciado pela Fundação, assim como a Biblioteca Pública Municipal Avertano Rocha, no Distrito de Icoaraci. Sendo assim, a FUMBEL está presente em Belém e seus distritos promovendo à população: cultura, lazer e conhecimento, onde os grandes mestres são as manifestações artísticas locais e, também, as nacionais.
VISÃO:
Ser referência nacional na gestão de políticas públicas de cultura.
ENDEREÇO:
AV. GOVERNADOR JOSÉ MALCHER N.°295 (MEMORIAL DOS POVOS),
FONE: (91) 3230-1280 3230-1387
O Programa Aliança pela Paz, que é um pacto interinstitucional, estabelecido sob a liderança da Prefeitura Municipal de Belém e co-responsabilização de poderes constituídos e organizações da sociedade civil, nos diferentes níveis federativos, para o enfrentamento da violência letal na Região Metropolitana de Belém. O principal objetivo programa “Aliança pela Paz” é reduzir a violência letal na Região Metropolitana de Belém a padrões considerados não endêmicos, Precisamos sair da nossa zona de conforto e partir para ações conjuntas, para provocar mudanças reais e positivas na vida das pessoas.
Agenda – As propostas da agenda da “Aliança pela Paz” são apoiadas em quatro pilares: Educação e Cultura; Saúde; Assistência Social; e Segurança Pública e Direitos Humanos.
Os compromissos com a segurança púbica e com os direitos humanos da Agenda são o de aprimorar e implementar o conceito de polícia comunitária cidadã, a partir da leitura crítica de modelos semelhantes egressos de experiências exitosas; e manter e aprimorar os Conselhos Comunitários de Prevenção à Violência já existentes.
 

0