Uma casa espírita preza fundamentalmente pela vida. Por essa razão, por ocasião do Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, o Lar de Maria reitera seu posicionamento contrário a qualquer tipo de agressão à vida, em especial a de cidadãos e cidadãs em tenra idade. Por misericórdia divina, nós, espíritos, reencarnamos neste Mundo de Provas e Expiações, para resgatarmos nossos débitos perante a Justiça Divina e podermos evoluir moralmente, e, assim, precisamos estar juntos no amor, na prática do bem e na prevenção ao mal.
Abusar ou explorar sexualmente crianças e adolescentes não tem justificativa e vai de encontro a esse propósito da reencarnação. Basta se colocar no lugar de quem sofre esse tipo de violência, para entender como é grave essa ação contra meninos e meninas. Nesse contexto, vale como lembrete a nunca ser deixado de lado: “A cada um segundo as suas obras”.
Portanto, uma casa em que se atua na Evangelização Infantojuvenil, em projetos sociais para atendimento de famílias de baixa renda e outras ações estratégicas de valorização da vida há 73 anos, não pode deixar de ser manifestar contra essa violência. Afinal, a formação moral do ser é que transformará a nossa sociedade em um mundo melhor, e essa transformação começa em cada um quando passa a combater o orgulho e o egoísmo e, então, consegue compreender o valor da vida em qualquer idade que se tenha.

1+