A live “Família – Fortalecendo as Raízes”, com a psicóloga e cantora/compositora Renata Almeida, 33 anos, no dia 18 de julho, destinada aos grupos da Evangelização Infantojuvenil do Lar de Maria funcionou como um verdadeiro encontro de gerações. Não apenas porque papais, mamães e filhotes e até Marília Almeida, mãe da Renatinha, como Renata é conhecida no movimento espírita, participaram do evento, mas, sobretudo, porque cada um deles pôde acalentar a sua criança interior de reencarnações no rumo à Luz.

Assim, o encontro começou com a veiculação de que Renatinha foi evangelizanda do Lar de Maria, e a Casa também contou com a atuação de Marília Almeida como evangelizadora. Rodrigo Almeida, irmão de Renata, hoje morando em São Paulo, foi também evangelizando no Lar. “É muito para a gente, que tem um vínculo forte com a Casa, ver as famílias aqui reunidas”, disse Renatinha.

A musicista interagiu com as crianças e pais. Choveram respostas criativas para as perguntas de Renata, sobre como, por exemplo, está sendo a alimentação durante a pandemia da covid-19.

Um dos momentos mais empáticos da tarde foi quando Renatinha contou e cantou a história do jacaré Janjão que só gostava de comer e não fazer nada em casa, sem obedecer aos pais. Evangelizandos, pais e Renata definiram algumas sugestões para Janjão e a família dele para superar o desafio: o jacaré deve, então, fazer a parte dele, e os pais serem pacientes e reconhecerem quando o nosso herói fizer as coisas certas.

“Ser obediente é melhor que ficar de castigo, Janjão!”, gritou Bruno Oliveira, 7 anos, do I Ciclo, ao lado do irmão Eduardo Oliveira, 15 anos, do IV Ciclo. “Conversar é um caminho sempre válido em todas as situações”, reiterou Renatinha.

Animação também se viu quando pais e filhos ou filhos e pais foram convidados a externar qual música melhor expressa a família deles. Surgiram canções com letras, melodias e significados diversos, compondo um clima de harmonia e descontraído, com direito á performance de Renata em voz e violão.

Assim, todos conferiram músicas como “Paciência”, “Família”, “Trem Bala”, “Oração da Família”, “Ainda Bem” e “Amor Puro”. Um momento emocionante da live foi quando os evangelizandos apresentaram cartazes com a árvore genealógica de cada família indicando cada personagem dos núcleos familiares.

Ao final da live, toda a turma fez pose para uma foto. Postada nas redes sociais, a imagem serve como ponto de partida para uma reflexão sobre como é bom estar em família e, melhor ainda, aprendendo sobre os ensinamentos de Jesus para uma vida melhor desde criança ou vice-versa, já que a idade não importa muito quando as raízes da fé e do amor estão bem plantadas em cada espírito imortal.

Renata Almeida
0